“No Café da Juventude Perdida” de Patrick Modiano

leia-o-cafe-da-juventude-perdida Quem nunca passou horas no café sentado a conversar em torno de uma chávena há muito vazia? A verdade é que os cafés servem para mais do que tomar café: são locais de encontro entre amigos, tertúlias futebolísticas e literárias, locais de estudo e até mesmo de conspiração política. Quantas revoluções e quantos movimentos artísticos não começaram num simples café? “No Café da Juventude Perdida” passa-se num desses locais. Ler mais

“Café Central” de Álvaro Guerra

café central - grandeCafé Central”de Álvaro Guerra é uma narrativa histórica que aborda as temáticas relativas ao Portugal do século XX. O livro tem como ponto de partida o Café Central, um estabelecimento de Vila Franca de Xira que servia como local de encontro para troca de informações. A verdade é que não são poucas as conspirações políticas, quedas de governo e correntes artísticas que tiveram origem em torno de uma chávena de café. Ler mais

“A Vida é uma Chávena de Café” de Anabela Pinto

a vida é uma chávena de café - grande “A Vida é uma Chávena de Café… para ser bebida em qualquer altura”, lê-se na capa do romance publicado por Anabela Pinto. Presente no dia-a-dia, o café acompanha história das nossas vidas: está presente no trabalho, nas festas com amigos e em casamentos, por exemplo. Ler mais

“A Fragrância da Flor do Café” de Ana Veloso

a fragrancia do café - grande A literatura é uma porta para outras épocas. Em “Fragrância da Flor do Café” o leitor poderá viajar até ao outro lado do Atlântico em direção às plantações brasileiras de café da segunda metade do século XIX. O romance conta a história de Vitória uma mulher rica e ambiciosa, filha de um barão do café do Vale do Rio Paríba. Ler mais