maior-consumidor-de-café-do-mundo De uma coisa não há dúvidas: o café é uma bebida global. Naturais da Etiópia, os grãos conquistaram todo o mundo e deixaram marcas não só na economia como na sociedade de vários países, desde a Indonésia até à América Latina. Na verdade, a história do café mistura-se com a história do próprio mundo. Ainda assim, existem grandes diferenças quando falamos do consumo de café. Neste artigo, exploramos o assunto e apresentamos-lhe qual o maior consumidor de café do mundo.

Ao contrário do que provavelmente estava à espera, os maiores países produtores de café não coincidem com os países que mais consomem a bebida. De forma a estabelecer e a perceber quais os países que mais gostam de café, têm sido realizados vários estudos. O seguinte mapa mostra a distribuição do consumo de café no mundo. Afinal, quem é o maior consumidor de café do mundo?

consumo-café-mundo

Os dados são relativos aos anos de 2008 e 2009 e mostram quais são os países do norte da Europa que mais consomem a bebida. No topo da lista, está a Finlândia com 12 quilogramas de café gastos por cada pessoa, no espaço de um ano. O país é seguido de perto pelos vizinhos noruegueses, com 9,9 kg anuais, e pela Islândia que se fica pelos 9 quilos.

A discrepância na distribuição justifica a média mundial que se fixa apenas no 1,3 quilogramas por pessoa. Ainda assim, Portugal, à semelhança dos restantes países desenvolvidos, apresenta números muito acima da média, fixando o seu consumo nos 4,3 quilogramas de café por pessoa ao ano.

A tendência para o aumento da quantidade de café consumida deve-se sobretudo à criação de máquinas de café expresso para uso doméstico, que permitem a qualquer um usufruir de uma chávena de café de qualidade em casa ou no trabalho.

Em simultâneo, a tecnologia tem vindo a tornar-se cada vez mais simples, ao mesmo tempo que as formas de conservação do café se tornaram mais sofisticadas e eficientes. Na maioria dos casos, basta inserir uma cápsula, premir o botão e já está.

O fenómeno dos países produtores de café

Embora como mostra o mapa, os países europeus estejam no topo do consumo de café, a verdade é que nos últimos anos se tem verificado uma tendência crescente para que os produtores passem também a ocupar um lugar como principal consumidor de café.

Brasil, Vietname e Colômbia, os países responsáveis por cerca de 60% do café produzido no mundo, são uma prova evidente deste fenómeno. O Brasil, por exemplo, já ultrapassou inclusive os Estados Unidos da América no que diz respeito à compra de café industrializado.

A explicação está no aumento do rendimento mensal das famílias, que abandonam soluções mais baratas e passam a integrar o café nas suas rotinas diárias. O fenómeno coloca, no entanto, a pressão do lado dos produtores que se veem obrigados a abastecer um mercado em constante crescimento.

Especialistas esperam que no espaço de algumas décadas, o Brasil venha a tornar-se um dos maiores, senão o maior consumidor de café mundial. Até 2019, estima-se que ocorra um crescimento de 20% do consumo atual.