mississippi-john-hurtCoffee Blues” faz parte do álbum “Mississippi John Hurt Today” de Mississipi John Hurt, um cantor e guitarrista norte-americano. Atualmente é possível visitar o memorial do artista na cidade de Avalon, no estado do Mississippi.

 

 

A história de Mississippi John Hurt

John Smith Hurt ou Mississippi John Hurt, como viria a ficar conhecido, nasceu em 1892 e é considerado um dos grandes nomes do Blues norte-americano. As suas canções foram são icónicas e foram ao longo dos anos regravadas pelas grandes vozes do século XX, como Bob Dylan, Bill Morissey ou Gillian Welch.

O artista tinha apenas 9 anos quando aprendeu a tocar guitarra de forma espontânea. Rapidamente, o autodidata começou a tocar para amigos em festas e feiras. A ligação à sua própria terra fez com que optasse por permanecer em Avalon, terra onde nasceu e cresceu.

Em meados da década de 1910, um Medicine Show chegou ao Mississippi. Nesta espetáculo, conjugavam-se teatralidades e entretenimento com curas milagrosas. John Smith Hurt foi então convidado a viajar com estes artistas errantes. A resposta foi negativa.

Em 1923, Mississippi John  Hurt substituir Shell Smith, parceiro do violinista Willie Narmour. Este último ganhou um prémio e teve a oportunidade de gravar para a Okeh Records. O músico de Avalon acompanhou-o e contactou com grandes nomes do Blues, trabalhando em álbuns de músicas tradicionais com a autoria partilhada por vários autores.

Posteriormente, Hurt tentou continuar a trabalhar com a Okeh Records mas o período de crise, fruto da Grande Depressão, fez com que as negociações falhassem. Assim, o artista voltou para Avalon, dedicando-se às colheitas e tocando ocasionalmente em festas locais.

 

Mas, como é que um artista local de uma pequena cidade do Mississippi se tornou numa referência do Blues?

 

A redescoberta deu-se depois de, em  1952, algumas das músicas de “Frankie“, álbum gravado nos tempos da Okeh Records, terem sido usadas num novo disco: “The Anthology of American Folk Music“.

Foi então que o interesse por Mississippi John Hurt começou a crescer até que, em 1963, o musicólogo, Tom Hoskins, sob a supervisão de Richar Spottswood, conseguiu encontrar o  paradeiro de John. As coordenadas que os levaram até ao artista estavam contidas na música “Avalon Blues“, onde se leem os versos “Avalon, my home town, always on my mind” (em português, “Avalon, a minha terra natal, sempre no meu pensamento”).

Hoskins decidiu visitar John Hurt, assistiu a algumas das suas performances e verificou que o artista ainda conservava o seu estilo original e a sua mestria na guitarra. Após uma conversa, o musicólogo conseguiu convencer Hurt a viajar para Washington onde viu a sua carreira relançada.

Agora que já conhece a história de Mississippi John Hurt, é hora de descarregar “Coffee Blues” e ouvir a música do agricultor local que se transformou num fenómeno do Blues.