undefined

Da próxima vez que tomar café, experimente substituir o açúcar por duas colheres de sopa de manteiga. A receita é norte-americana e é conhecida como Bulletproof Coffee (café à prova de bala) e já faz sucesso nos Estados Unidos da América.

Se depois de ler este parágrafo torceu o nariz em jeito de repugnância, pois saiba que o criador desta mistura pouco convencional garante que a receita é extremamente saudável. A ideia de juntar manteiga ao café é de Dave Asprey,  norte-americano especialista em segurança computacional e responsável pela criação da empresa Bulletproof.

Alta performance, aumento dos níveis de concentração, redução da necessidade de horas de sono e perda de peso são algumas das promessas deste produto para dietas milagrosas. Com 44 anos, Dave Asprey afirma que, desde que começou a consumir o Bulletproof Coffee, já perdeu 45 quilos. Isto “sem contar calorias nem com exercício físico excessivo”.

Depois disto já deve estar a perguntar: quais são os ingredientes? Pois, os ingredientes são só 3: café, manteiga sem sal e brain octane, uma espécie de óleo de coco e de palma mas numa versão mais forte. No fim, é só juntar tudo no liquidificador e já está. Ora veja o vídeo.

Agora que viu a receita, deixamos-lhe as seguinte questões: acha que a bebida é realmente saudável? E tem mesmo os efeitos apregoados? Será que o Bulletproof Coffee é, de facto, benéfico para a saúde?

A resposta a todas estas perguntas é polémica: se por um lado, alguns a defendem; por outro têm surgido nutricionistas que a criticam fortemente.

Bulletproof Coffee: Café com manteiga é saudável?

Em declarações à revista de saúde e bem-estar Women’s Health, Kerry Bajaj, consultor de saúde do Eleven Eleven Wellness Centre, de Nova Iorque, disse que esta receita de café com manteiga é uma excelente forma de consumir “gorduras saudáveis logo pela manhã”.

Dave Asprey garante que a bebida pode em simultâneo dar energia, reforçar a função cognitiva e ser benéfica para sistema endócrino. A dieta já foi, inclusive, adotada por alguns elementos da NBA, como Chris Kaman.

Por sua vez, em declarações ao Observador, Nuno Borges, membro da direção da Associação Portuguesa de Nutricionistas, garantiu que o Bulletproof Coffee não passa de uma moda sem benefícios nutricionais: “o cérebro não gasta gordura, gasta glicose”, afirmou.

A acrescentar a este fator, o nutricionista salienta ainda que ao juntarmos manteiga ao café a bebida passará a ter entre 200 a 300 calorias a mais. Por este motivo, a ingestão da bebida por si só engorda. Em todo o caso, Nuno Borges confirma que começar o dia com o Bulletproof Coffee pode, de facto, reduzir a sensação de fome, mas um pão com queijo ou uma maçã seriam uma melhor alternativa.

O nutricionista justifica o sucesso da dieta nos Estados Unidos da América por este ser um país onde se verificam grandes taxas de obesidade. Mas, no fundo, trata-se de uma questão de moda: “quanto mais bizarras as dietas, mais atraem as pessoas“.

Por último, Nuno Borges afirma a necessidade de acompanhamento e, embora o Bulletproof Coffee até possa ser muito saboroso, é necessário ter em conta as necessidades de cada um. Termina, deixando a mensagem de que “é preciso interpretá-las com o pé atrás [às dietas], porque 90% são fogo de  vista“.